10 de outubro de 2005

Saudade

Porquê hoje eu repeti 3 vezes o meu prato preferido e continuo com um vazio na barriga?

Porquê estou tão puto agora que não tenho ninguém para buscar na Puta Que Pariu para sair? Não tem sentido, eu nunca buscava ninguém para sair.

Porquê estou com uma vontade incontrolável de ligar para o seu celular? Mas de que adianta ligar hoje, se quem irá atender é apenas sua voz gravada na caixa postal?

Porque estou muito puto porque você não veio me ver antes de ir embora, se é você que vai embora e eu nem fui te ver?

Porquê você vai embora de mim se ainda nem tive a chance de te ter?
Porquê você está sendo tão egoísta a este ponto de me deixar?

Porquê a gente só se dá conta de como as pessoas são importantes quando já é tarde demais? Porquê não aproveitamos mais as bebedeiras ou as risadas trocadas ao vento? Os beijos roubados sem pretensão? Um simples passeio no fim de tarde ou um sorvete que tomamos juntos?

Somos egoístas e em nenhum momento paramos para pensar que quem vai, também carrega essa bagagem chamada saudade.

2 comentários:

Jackie disse...

Porque a realidade é dura e na verdade ninguém se importa... Apenas isso. A vida é apenas isso, olhar para trás e engolir um não, um sim e até mesmo o silêncio como resposta e não poder fazer absolutamente nada. Apenas porque passa, dói mas sabemos que passa.
A vida duramente é isso.

Deodato disse...

Às vezes, um belo tombo é crucial na vida...