20 de março de 2007

Destino: Viagem

Primeira Marcha.

Toda viagem começa com um destino final. No carro a 120 km/h descobre-se que certas músicas só deveriam ser tocadas na estrada. Serem a trilha sonora da vida. Vida que pulsa colorida do lado de fora dos vidros escuros e fechados no ar condicionado.

Segunda Marcha.

O mundo ao redor muda cada vez mais rápido. Muda-se de Brasil a cada quilômetro. Cidades cruzam rodovias: três casas de cada lado da estrada, o bar da esquina e uma oficina mecânica que conserta tudo. Mais nada. No batente da estrada aonde o tempo não chegou, pessoas sentadas na porta vêem os caminhões passar correndo com os últimos lançamentos tecnológicos, tentando chegar ao o seu destino antes de tudo fique obsoleto. Mas ali, onde som surround é a apenas escapamento de caminhão, iPods e MP3s não são parte integrantes da vida. Ali o tempo não tem pressa. Ali a vida nunca fica obsoleta.

Terceira Marcha.

A noite uma estrela diferente brilha na estrada. Uma estrela de luz avermelhada guia os caminhos solitários dos homens confinados na boléia, que apesar de terem a sorte de conhecer o mundo sem sair de casa, é no abraço quente de uma que eles se sentem em casa.

Quarta Marcha.

O dia amanhece depois de quilômetros sem casa, povoados ou cidades. Mas como frutas em árvores, pessoas brotam na estrada. Vagando sem rumo aparente vindo de uma cidade chamada Lugar Nenhum. Aparecem caminhando diante do pára-brisa e somem do retrovisor no mesmo passo determinado. Para elas o caminho é mais demorado, mas o tempo, mais generoso.

Quinta marcha.

E mais um mosquito desavisado é atropelado ao atravessar a estrada sem olhar para o lado. A água no vidro e o limpador de pára-brisa apenas limpam a visão porque a viagem é a meta, o destino apenas à chegada.

Na estrada da vida não existe marcha a ré.

2 comentários:

indie disse...

Não existe marcha a ré?
E os boiolas, q dão ré no kibe? Não contam?

Bebete disse...

Primo sempre leio suas cronicas e mando pra todo mundo!!! Adoro todas...continua sempre escrevendo, vc tem talento.