19 de dezembro de 2005

Não existe Padre Gay

Pelas leis do Vaticano Padres e Freiras católicos não podem manter relações sexuais ou constituir família com nenhuma pessoa. Com nenhuma pessoa significa:
Não furnicar com ninguém, seja com homens ou com mulheres ou com as próprias mãos em qualquer combinação destes e em qualquer quantidade.

Então é de causar estranhamento a Igreja Católica não aceitar como Padres, Gays.

Porque no momento em que o Homem, sexualmente ativo (ou no caso Gay), se converte a Padre, deixa de ser Homem (ou no caso Gay) e se torna um Padre Celibátario (ou Ex-Gay no caso).


Então se Padre que é Padre não faz sexo, por que a Igreja católica não aceita Padres (Ex) Gays?

Será que é medo que o Novo Padre Ex-Gay ache que a igreja está muito “bege” e comece a fazer mudanças do tipo:

- Ui, umas almofadas rosas aqui ficariam “poderosissímasssss”.
- Essa roupinha da Virgem está muito “demodê”.
- Hoje vou começar a Missa cantando uma linda música da Cher.

Ou quem sabe eles começariam a rezar a Missa Dominical travestidos. Seria uma visão digna daqueles que presenciaram milagres. Um homem travestido de Virgem Maria cantando Jesus Cristo do Roberto Carlos. Um luxo.

Muito mais divertido que ver Padre dormir em Missa.

Também teriam os Padres Ex-Gays menos apoteóticos. Reservados. Que por sua experiência de vida trariam beneficíos para a Igreja e para vida de seus fiéis. Principalmente para os jovens, como o incentivo ao uso de preservativos para a prevenção de DSTs e Gravidez.

Mas será que existe um obscuro e “secreto segredo” da Igreja em não permitir a ordenação de Gays.


Imagine o Santíssimo Papa convidando a nova Freirinha para fazer uma posição divina? Será que na calada da noite, nos conventos, os Padres promovem verdadeiras baladas com as Freiras? Festas dignas de fazer a população de Sodoma se envergonhar e a de Gomorra querer participar?

Ou na realidade isto é apenas medo de deixar o sabonete escorregar na hora do banho e ter como companheiro um Padre Gay do lado? Mas eles são celibatos, não fazem sexo. Então qual é o medo?

Perguntas que ficaram sem respostas até que o grande mistério seja revelado.

Na verdade este é apenas um exemplo de como a Igreja Católica está atrasada e não quer perceber as mudanças que ocorrem diariamente no Mundo. Enquanto Ela insistir em não dar um novo colorido para sua existência e, como dizem os Gay, continuar com este tom Bege só irá perder fiéis. Principalmente os jovens.

4 comentários:

Paixão disse...

Hahaha
Os padres podiam fazer o programa Priest Eye for the Straight Guy...
Eu ia assistir com certeza...
Te amooo!

seu dupla disse...

Matheusinho, sua crônica foi M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A.

Kisses,

Pikena disse...

aeewww....rpz...aonde esse mundo vai parar?!? olha no que o outro fica pensando!! uhauahuha! so rindo com vc viu?
a casa nova ta otima x) minha mae ta amandoo!! =p depois eu tiro algumas fotos e te mando junto com as que tiramos aí...
bjoss saudade

indiesbc disse...

Vc viu um padre na Bahia, q fez missa com representação teatral, dança, passou maquiagem, deu piti... Passou no jornal da Globo um dia desses...
Pô, se aquele padre não "fritar um soinho"... Sei lá...

Mas vc tá mesmo preocupado com a Igreja Católica? Minha máxima preocupação com ela é se ela vai encrencar muito no lançamento do "Código da Vinci", como encrencou com o "Dogma".
E será q fazem um filme do Preacher? Esse ia ser foda (se não fizessem a caca q fizeram com Constantine).
P.S.: Vc tem talento, ótimos textos!