20 de agosto de 2007

Rachando o Motel

A sociedade é cheia de paradigmas principalmente no relacionamento entre e homens e mulheres. Alguns já são considerados ultrapassados e tornaram-se cada vez mais normal no dia-a-dia. Os homens já aceitam dividir as tarefas do lar, enquanto as mulheres acham natural dividir as contas de restaurantes, das baladas, todas as contas, digo, quase todas, porque as horas de diversão orgástica no Motel, a maioria das mulheres ainda se recusa a pagar.

O que é um tanto quanto injusto, já que em 90% dos casos, o esforço maior ainda é do homem. Primeiro que, para levar a mulher até o portão do melhor parque de diversões do mundo já inventado, tem que no mínimo, pelo fator INC (Impressiono ou Não Como), levar para jantar, ser gentil, demonstrar ser inteligente e no final, obviamente, pagar a conta.

No quarto volta à questão do esforço, principalmente se é a primeira vez juntos, a pressão psicológica é enorme: “Não tem jeito, agora eu tenho que agüentar às 4 horas de pé para provar que eu sou bom! Humm, acho que eu não vou conseguir dar a terceira, vou mentir e dizer que acabou a camisinha? Oh meu Deus! Agora não! Agora não. Pensa na tia velha tomando banho gelado, pensa, pensa...”. Quatro horas depois de trabalho duro, o cidadão ainda tem que pagar a conta e levar a mulher para casa. Esforço nem todas as vezes bem recompensado.

Dilemas masculinos a parte, algumas mulheres argumentam que se recusam a rachar a conta do Motel alegando que já está dando e o cara se divertindo. E ela? Não se diverte? Não goza? Nem mesmo quando é uma daquelas homéricas capazes de deixar o Marques de Sade com vergonha e o Kama Sutra só servindo para peso de papel, onde os dois parecem ter acabado de ter atravessado o Saara correndo, a mulher não se diverte?

E se os papéis se inverterem e o cara começar a pensar: - Porra, eu já to fazendo o favor de comer ela, ainda tenho que pagar o Motel?

Quando é um daqueles raros casos das mulheres que não são muito chegadas a sexo - um fenômeno menos raro apenas que aquele das mulheres que não gostam de chocolates – que ela faz só para agradar o parceiro ou quando o cara é ruim de cama o suficiente para não conseguir se segurar mais do que 30 segundos e logo depois cair no sono, passa a ser obrigação do Senhor Precoce pagar a conta. Porque pagar pelo melhor lugar e receber o de meia-entrada não vale o investimento. Neste caso nem dá para se distrair assistindo a TV do Motel, já que o que passa ali não serve para nada se o parceiro já está roncando. Quando a situação se inverte: O cara espera horas para passear na montanha-russa e chega na hora H ganha uma volta no carrossel, não seria justo se a senhorita Estrela-do-Mar pagasse por essa conta?

Mas como todos os outros paradigmas, este também já não é regra. Algumas mulheres se sentem poderosas por pagarem à conta mesmo na primeira noite. “Querido você foi fantástico hoje, deixa que eu pago, você merece!” - tecla SAP - “Foi bom, mas eu sou muito bem resolvida e quando eu precisar te ligo, OK?”, mas o ego do homem não o deixa ouvir isso.

Que fique claro: Não é questão de dinheiro! Rachar a conta do Motel é apenas uma forma de demonstrar que os dois estão curtindo e se curtindo. Mesmo porque, na verdade, dentro do quarto de Motel não importa quem está por cima ou por baixo ou se a conta será rachada ou não, desde que o que saia rachado do Motel, seja a parede.

4 comentários:

Laura disse...

Hahaha
Pelo prazer não impagável da mulher ao pagar a conta!!!

indie disse...

Mano, existe isso? Mulher q paga conta?
Sinceramente, nunca vi...

LEONARDO RI disse...

man, melhor eu continuar pagando a conta, pq se naum oque ela vai rachar eh minha cabeça =/

Cássia disse...

Veja o ponto de vista feminino sobre primeiro encontro no motel.

Para a mulher, mais importam o antes e o depois do motel.

Se o cara é cavalheiro nesses dois momentos, a mulher perdoará uma performance mais ou menos na hora "H". Afinal, entrosamento no sexo é algo que se conquista com o tempo.

Homem: se você, no dia da primeira transa, leva ela de cara em um motel qualquer e depois de dar umazinha pede para racharem a conta, pode desistir de tentar sair com ela de novo.

Se der duas, tente ligar mas ela pode não atender.

Se der 3, poderá ter mais sorte...

A escolha é de vocês!